O Programa de Pós-Graduação em Química foi aprovado pela Câmara Especial de Pós-Graduação e Pesquisa da UFRGS em 1985 (Portaria 018/85), iniciando suas atividades em nível de mestrado, sendo que em fevereiro de 1986, o Programa foi recomendado pela CAPES para um período experimental de dois anos. Desde sua criação, o PPGQ passou a atuar interativamente com o setor industrial regional, através da assinatura de diversos convênios. Desde sua criação em 1985, o PPGQ formou mais de 500 mestres, que atuam hoje em indústrias e em centros de pesquisa e tecnologia, ou optaram por continuar sua formação acadêmica, ingressando em cursos de doutorado, no próprio PPGQ, ou em programas de outros estados ou no exterior.

O programa de Doutorado do PPGQ foi criado em 1998 e já formou em torno de 200 doutores, que também atuam nas mais diversas áreas da química, tanto em centros de pesquisa como em universidades brasileiras e estrangeiras.

Mais recentemente, o Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQ) da UFRGS recebeu o Conceito 7 (sete) na avaliação da CAPES (Quadriênio 2013-2016), posição esta que vem sendo mantida nas últimas três avaliações (desde 2008) e que consolida a posição do PPGQ/UFRGS como um dos melhores Programas de Pós-Graduação em Química do País.

Esta posição de destaque obtida pelo PPGQ deve-se, principalmente, à excelência de seu corpo docente e discente, o que resulta em um impacto direto na qualidade de sua produção científica. A excelência acadêmica apresentada pelo PPGQ tem também levado à uma crescente internacionalização de suas atividades, resultando em um número expressivo de interações com instituições e grupos de pesquisa de diversos países ao redor do mundo. As ações de internacionalização ocorrem em diversos graus e modalidades, compreendendo o recebimento de pesquisadores estrangeiros para missões de trabalho, oferecimento de cursos e palestras, o envio de estudantes para estágios de doutorado-sanduíche no exterior, desenvolvimento de projetos de pesquisa internacionais com apoio formal de agências de fomento brasileiras e internacionais, bem como a assinatura de protocolos de cooperação e convênios de dupla diplomação de doutorado.